top of page
Logo REPAE retangular neg-01.png

Revista Científica de Pesquisa Aplicada à Engenharia

Volume 5, 2021

ISSN: 2595-0002

SEÇÃO 1 - Construção Civil

Estudo da Distribuição da Degradação de Sistemas de Revestimento Cerâmico de Fachadas

DOI

10.29327/255981.5.1-1

AUTORES

Alan Ribeiro Santos (alanrsmbs@gmail.com)

Suzanna Ferreira Pontes (suzanna.pontes14@gmail.com)

Jéssica Siqueira de Souza (jss.siqueira@gmail.com)

RESUMO

A durabilidade de uma edificação é diretamente afetada pela efetividade do sistema de revestimento de fachadas que a envolve. Tratando-se de revestimentos cerâmicos, diversos agentes podem influenciar na sua degradação distintamente a depender de suas características, impactando severamente o seu desempenho e vida útil. Este trabalho busca identificar a distribuição da degradação no sistema de revestimento cerâmico de fachadas, analisando a distribuição de anomalias nas amostras em um primeiro momento e, em seguida, estudando o aparecimento de anomalias em cada zona constituinte da fachada: paredes contínuas, aberturas, sacadas, cantos e extremidades, transição entre pavimentos e topo. O Método de Mensuração de Degradação (MMD) foi utilizado para mensurar a degradação de amostras de fachadas de 46 edifícios da região centro-oeste do Brasil, sendo o Fator de Danos (FD) e o Fator de Danos Ponderado (FDw) os indicadores de degradação utilizados. Os resultados apontam para as zonas de paredes contínuas, transição entre pavimentos, topo e cantos e extremidades como as mais sensíveis à degradação, ao passo que as sacadas apresentam os menores índices de degradação. Ademais, o descolamento cerâmico se mostrou o dano mais incidente em revestimentos cerâmicos de fachadas. As informações obtidas podem contribuir para o projeto de sistemas de revestimento cerâmico de fachadas, além de auxiliar na tomada de decisões relacionadas à prevenção e correção de danos.

PALAVRAS-CHAVE

Fachada, Revestimento Cerâmico, Degradação, Durabilidade, Distribuição.

bottom of page